O projeto Andanças Culturais visa interligar a comunidade acadêmica da Universidade Federal do Cariri – UFCA com a memória patrimonial da região, construindo relações intrínsecas com o nosso transcendental. A partir de planejamentos e estudos durante o ano, construímos roteiros guiados para lugares que carregam uma bagagem de fatos históricos, sociais, políticos, econômicos e culturais da região do Cariri, tornando os que fazem parte do processo pertencentes da riqueza que carrega o nosso lugar, instigando a preservação e a transmissão dos saberes adquiridos.

Em 2015 foram visitados alguns geossítios do GeoPark e o Horto.

Em 2016 foram visitados o sítio histórico do Caldeirão da Santa Cruz do Deserto, Crato-CE; o Museu de Patativa do Assaré, Assaré-CE;o Museu do Gonzagão, em Exu-PE; e a ONG Aquaris, Crato-CE.

Em 2017 a única visita foi realizada ao Memorial do Padre Cícero e ao Horto. Por conta de problemas administrativos a UFCA não pode oferecer transporte, o que é um recurso essencial para o andamento do projeto.

Em 2018 o projeto realizou duas edições: Uma à Trilha do Pontal e museu de paleontologia, em Santana do Cariri, e a segunda ao GeoPark Sítio Fundão, onde foi realizado uma edição especial do programa, com a Trilha da Acessibilidade.

Em 2019 o Andanças Culturais planeja realizou três edições: A primeira sendo no Geossítio Riacho do Meio, a segunda no Museu do Couro de Espedito Seleiro e Fundação Casa Grande e a última, uma roda de conversa com os Mestres da Cultura (Reisado.

Em 2020, devido à pandemia do vírus Covid- 19, as atividades programadas para o período remoto ocorreram no formato de Roda de conversa virtual. Essas atividades dar-se-á por meio de plataformas virtuais de vídeo chamada. Desse modo, realizamos 5 edições: A 1º Edição foi com a convidada Aline Silva com o tema “A dança na região Crajubar: seu impacto e relevância cultural; a 2º Edição teve como convidado Rafael Celestino Soares, com o tema “A pandemia do Covid-19 e o meio ambiente; a 3º Edição foi com convidado João do Crato, com o tema “A resistência e representatividade do maracatu no Cariri”; a 4º Edição convidamos Alexandre Lucas, com o tema “Cultura de base comunitária e a 5º e última edição, tiveram três convidados: Mardonio Santos, Andrade Filho e Francileuda Linhares, com o tema “ Acessibilidade: A Comunidade surda”.

Em 2021 a equipe do projeto planeja realizar 4 edições, aguardem!

Confira abaixo as edições do Projeto:


ANO DE 2015

I – Memorial do Padre Cícero, Juazeiro do Norte-CE

II – Fundação Casa Grande, Nova Olinda-CE

III – Pontal da Santa Cruz, Ponte de Pedra, Museu de Paleontologia – Santana do Cariri-CE


ANO DE 2016

IV – Caldeirão da Santa Cruz do Deserto, Crato-CE

V – Museu Patativa do Assaré, Assaré-CE

VI – Museu do Gonzagão, Exu-PE

VII – ONG Aquasis, Crato-CE


ANO DE 2017

VIII – Memorial do Pe. Cícero e Horto, Juazeiro do Norte-CE


ANO DE 2018

IX – Trilha do Pontal da Santa Cruz e Museu de Paleontologia

X – Trilha da Acessibilidade no Geossítio Fundão


ANO DE 2019

XI – Geossítio Riacho do Meio

XII – Museu do Couro de Espedito Seleiro e Fundação Casa Grande

XIII – Roda de Conversa com os Mestres da Cultura


ANO DE 2020

XIV – A dança na região do Crajubar e seu impacto e relevância cultural – Geossítio Riacho do Meio

XV – “A pandemia do Covid-19 e o Meio Ambiente”

XV – “A resistência e representatividade do Maracatu no Cariri”

XV – “Cultura de base comunitária”

XV – “Acessibilidade: a comunidade surda”


ANO DE 2021